Como é feita a perícia grafotécnica

Como é feita a perícia grafotécnica

 

A Perícia Grafotécnica é feita por confrontação; de um lado temos a Peça Questionada (ou Peça de Exame), que é o documento a ser periciado e de outro precisamos de documentos com assinatura autêntica da pessoa em que estamos querendo saber se é o autor ou não do lançamento caligráfico (nesta Peça Questionada).

A cada um destes documentos com lançamento caligráfico autêntico que serão usados para confrontar a Peça Questionada, damos o nome de Padrão de Confronto. Outras nomenclaturas usadas são Paradigmas, peças de comparação ou peças de confronto.

A Perícia então consiste em fazer os testes grafoscópicos na Peça Questionada e nos Padrões de Confronto e, em seguida, anotar quais testes são convergentes e quais são divergentes.

Se, ao final, tivermos mais testes convergentes então indica que a assinatura na Peça Questionada partiu do punho do autor dos Padrões de Confronto, ou seja, a assinatura é verdadeira.

Se a maioria dos testes derem divergentes, indica então que a assinatura é falsa (ou que não partiu do punho do autor dos padrões de confronto utilizados na perícia). Simples Assim!

 

   Fonte https://cursodeperitografotecnico.com.br/blog/como-e-feita-a-pericia-grafotecnica.asp 

Utilizamos estatísticas de visitas (cookies) para melhorar sua experiência de navegação. Saiba mais em nosso aviso de privacidade.

Solicite um Orçamento